Torta de Jatobá e Banana-da-terra Caramelada no Mel de Engenho

dez 14, 10 Torta de Jatobá e Banana-da-terra Caramelada no Mel de Engenho

Receita de Moisés Nepomuceno

A diversidade da flora do cerrado vai além de suas belas paisagens. A utilização sustentável das propriedades nutritivas e medicinais presentes em algumas plantas desse bioma pode se transformar em excelente oportunidade de negócios para a economia local.

Produtos como a farinha extraída da vagem do jatobá ilustram esse potencial.

Ingredientes:

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 2 xícaras de açúcar refinado
  • 1 xícara de farinha de jatobá (encontrada na Central do Cerrado)
  • 1 xícara de leite
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 colher de sobremesa de fermento em pó
  • 2 ovos
  • 10 bananas-da-terra bem maduras
  • 1 pote pequeno de melado de cana (encontrado na Central do Cerrado)

Modo de preparo:

  • Massa

Bata o açúcar, a manteiga e os ovos até obter um creme. Adicione, aos poucos e alternadamente, a farinha de trigo, a farinha de jatobá e o leite, acrescentando, ao final, o fermento em pó.

  • Banana-da-terra

Cozinhe as bananas da terra com casca no vapor, adicionando à água do cozimento um pau de canela (ou 5 dentes de cravo) e metade de um anis estrelado, por aproximadamente 5 minutos. Deixe esfriar e corte em fatias finas.

  • Melado de cana

Despeje o conteúdo do pote em uma fôrma retangular, distribua as bananas-da-terra fatiadas e despeje a massa da torta. Leve ao forno à temperatura de 180ºC por aproximadamente 30 minutos ou até dourar.

Rendimento: 15 porções

_________________________________________________________________________

Moisés Nepomuceno é cozinheiro da Rede Terra Madre Brasil e se empenha na divulgação e demonstração do potencial gastronômico dos frutos do cerrado.

leia mais

Sabor do Cerrado no Dia do #TerraMadre

dez 08, 10 Sabor do Cerrado no Dia do #TerraMadre

O Grupo Sabor do Cerrado é composto por 12 mulheres e surgiu a partir do projeto “Educando para a Sustentabilidade”, desenvolvido desde 2002 pelo Grupo de Trabalho sobre Reforma Agrária (GTRA) , da Universidade de Brasília (UnB) . Esse trabalho foi realizado junto às famílias de agricultores do Assentamento Colônia I, localizado no Município de Padre Bernardo – GO, a 70 km de Brasília.

Em 2005 receberam apoio do Programa de Pequenos Projetos Ecossociais (PPP-ECOS ) para estruturar a cozinha comunitária. Instalada na sede da associação, a cozinha permitiu que as mulheres produzissem salgados, doces, bolos, tortas, biscoitos, etc. que são utilizados nos lanches e coquetéis fornecidos pela Central do Cerrado . Em 2010, com apoio da Fundação Banco do Brasil , foram adquiridos novos equipamentos para a cozinha, o que contribuiu para aprimorar ainda mais o trabalho do grupo.

leia mais

Carlo Petrini fala sobre o Dia do #TerraMadre

Carlo Petrini, fundador e Presidente Internacional do Slow Food, nos fala sobre a importância do Terra Madre e da celebração do Terra Madre Day no dia 10 de dezembro.

Em 2009, o Slow Food organizou o primeiro Terra Madre Day: mais de 1000 iniciativas em 120 países, representando um dos maiores eventos coletivos jamais realizados em escala global para celebrar a diversidade alimentar, proclamando o direito a um alimento bom, limpo e justo. Os convivia Slow Food e as comunidades do Terra Madre se tornaram porta-vozes de agricultores e produtores de pequena escala, cozinheiros responsáveis e consumidores conscientes, demonstrando, em suas regiões, que a nossa campanha global para uma alimentação melhor começa a partir das economias locais sustentáveis, capazes de tornar mais agradável a vida de cada um de nós.

leia mais