Aproveitamento alimentar

dez 10, 13 Aproveitamento alimentar

O Slow Food tem trabalhado ativamente em uma campanha mundial contra o desperdício de alimentos. Dentro dessa campanha, podemos destacar, por exemplo, a Disco Soup (que no Brasil ganhou o nome de Disco Xepa).

Aproximadamente 64% do que se planta no Brasil é perdido ao longo da cadeia produtiva:

  • 20% na colheita;
  • 8% no transporte e armazenamento;
  • 15% na indústria de processamento;
  • 1% no varejo;
  • 20% no processamento culinário e hábitos alimentares.

Ao longo dos anos, diversos documentos foram produzidos sobre aproveitamento alimentar de frutas e hortaliças, nativas do cerrado ou não.

Baixe aqui alguns desses documentos, e se você tiver algum para compartilhar, entre em contato:

(crédito da foto: Olívio Cerqueira http://flic.kr/p/8dBwcY)
leia mais

Sorvete de Pequi com Calda de Jabuticaba e Crocante de Castanha de Baru

jun 06, 11 Sorvete de Pequi com Calda de Jabuticaba e Crocante de Castanha de Baru

Receita de Moisés Nepomuceno

Conhecido como Rei do Cerrado, o Pequi é um dos frutos emblemáticos deste bioma. De sabor e aroma marcantes, torna-se uma oportunidade para a degustação da diversidade alimentar do cerrado e seu respectivo potencial gastronômico.

Para o Sorvete de Pequi você precisa de:

  • 1 xícara de chá de polpa de pequi cozida (encontrada na Central do Cerrado)
  • 2 colheres de sopa de açúcar para o cozimento da polpa de pequi
  • 1 lata de leite condensado e a mesma medida de leite
  • 1 lata de creme de leite sem o soro (preferencialmente refrigerada)

Modo de fazer:

Faça uma fervura inicial de aproximadamente cinco minutos com a polpa em conserva, a fim de amenizar o sabor da salmoura utilizada para conservação, e depois cozinhe a polpa por mais 10 minutos em água com açúcar. Após, liquidifique a polpa (cozida e fria) com o creme de leite, adicione os demais ingredientes e continue batendo até homogeneizar. Leve ao congelador por trinta minutos, retire, bata novamente, e volte a congelar por mais uma ou duas horas.

leia mais

Torta de Jatobá e Banana-da-terra Caramelada no Mel de Engenho

dez 14, 10 Torta de Jatobá e Banana-da-terra Caramelada no Mel de Engenho

Receita de Moisés Nepomuceno

A diversidade da flora do cerrado vai além de suas belas paisagens. A utilização sustentável das propriedades nutritivas e medicinais presentes em algumas plantas desse bioma pode se transformar em excelente oportunidade de negócios para a economia local.

Produtos como a farinha extraída da vagem do jatobá ilustram esse potencial.

Ingredientes:

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 2 xícaras de açúcar refinado
  • 1 xícara de farinha de jatobá (encontrada na Central do Cerrado)
  • 1 xícara de leite
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 colher de sobremesa de fermento em pó
  • 2 ovos
  • 10 bananas-da-terra bem maduras
  • 1 pote pequeno de melado de cana (encontrado na Central do Cerrado)

Modo de preparo:

  • Massa

Bata o açúcar, a manteiga e os ovos até obter um creme. Adicione, aos poucos e alternadamente, a farinha de trigo, a farinha de jatobá e o leite, acrescentando, ao final, o fermento em pó.

  • Banana-da-terra

Cozinhe as bananas da terra com casca no vapor, adicionando à água do cozimento um pau de canela (ou 5 dentes de cravo) e metade de um anis estrelado, por aproximadamente 5 minutos. Deixe esfriar e corte em fatias finas.

  • Melado de cana

Despeje o conteúdo do pote em uma fôrma retangular, distribua as bananas-da-terra fatiadas e despeje a massa da torta. Leve ao forno à temperatura de 180ºC por aproximadamente 30 minutos ou até dourar.

Rendimento: 15 porções

_________________________________________________________________________

Moisés Nepomuceno é cozinheiro da Rede Terra Madre Brasil e se empenha na divulgação e demonstração do potencial gastronômico dos frutos do cerrado.

leia mais